PRINCIPAIS NOTICIAS
Volta Redonda realiza ação pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Volta Redonda realiza ação pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Caminhada “Faça Bonito” reuniu autoridades e instituições e contou com apresentações culturais e atividades recreativas

 

Cerca de 500 pessoas participaram na manhã desta sexta-feira (17) da Caminhada Faça Bonito, iniciativa em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil em Volta Redonda. O evento aconteceu no bairro Vila Santa Cecília e foi realizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Smas), em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Fundação Beatriz Gama (FBG), Casa da Criança e do Adolescente (CCA), Fundação CSN e o deputado estadual Munir Neto.

Os participantes da caminhada saíram da Praça Juarez Antunes, na Vila Santa Cecília, seguiram pela Rua 14, e concluíram o trajeto chegando à Praça Rotary, embaixo da Biblioteca Municipal Raul de Leoni. Durante o evento foram distribuídos pipoca, picolé, algodão doce e água.

De acordo com a diretora do Departamento de Proteção Especial da Smas, Mariana Pimenta, a sociedade é o sistema de garantia de direitos. “A caminhada é uma ação alusiva que objetiva sensibilizar e mobilizar a sociedade em prol do combate ao abuso e a exploração sexual sofrida por crianças e adolescentes. Existe uma forma legítima de enfrentar essa triste realidade, que é a denúncia por meio do Disque 100”, disse a diretora.

Conscientização, e não comemoração

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Paloma de Lavor Lopes, frisou sobre a importância da campanha para a conscientização coletiva. “Uma caminhada como essa, com todos com balões simbolizando o Maio Laranja, a flor representado uma criança e sua fragilidade, faz a diferença para conscientizar a população de que é um dia de luta e não de comemoração.”

Isabela da Cruz Santos Marques Chaves, assistente social e coordenadora técnica da Casa da Criança e do Adolescente (CCA), ressaltou a importância da caminhada para salvar vidas.

“É preciso que haja um entendimento da população sobre a necessidade de se denunciar toda e qualquer suspeita de violência contra crianças e adolescentes. Nosso Projeto Curumim traz hoje 80 crianças em um trabalho de extrema importância para a prevenção, que é fundamental nesse processo”, afirmou.

A importância do 18 de Maio

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social (Smas), Rosane Marques, o dia 18 de maio é fundamental para a conscientização sobre o trema. “Esse é um dia de mobilização para a sociedade entender o quanto é importante esse momento na família. Em muitos casos a criança acaba caindo em uma situação de vulnerabilidade por falta de entendimento”, afirmou.

A caminhada contou, ainda, com os percursionistas mirins do Projeto Garoto Cidadão da Fundação CSN, que se apresentaram em atividades de dança, teatro e canto coral embaixo da Biblioteca Municipal. Para Sabine Barbosa Marangon, coordenadora da iniciativa, a data é um marco para a conscientização sobre os cuidados que os jovens precisam ter com o próprio corpo.

“É uma forma de conscientizar não apenas nossas crianças, mas também a sociedade como um todo. As famílias são as pessoas que precisam protegê-los. É preciso haver um entendimento de que o corpo é algo sagrado”, afirmou.

O deputado estadual Munir Neto integra a Comissão da Criança e do Adolescente na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) e parabenizou todos os envolvidos no ato, citando a importância do 18 de maio para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Para o deputado, é preciso que poder público e sociedade civil se unam no combate a essa violência.

“Todos os dias precisamos estar atentos, pois os números são alarmantes. Uma média de dez crianças de até 13 anos são abusadas por dia em nosso estado. Isso tem que acabar, esse crime bárbaro tem que acabar, e só através da denúncia é que será possível acabar com isso. Todos juntos precisamos denunciar. Vamos nos unir.”

Maio Laranja

O dia 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil, e desde 2020 o mês simboliza essa luta e chama a atenção sobre a necessidade da mobilização e conscientização da sociedade sobre a gravidade do tema no Brasil.
O canal para denúncias é o Disque 100.

Data é lembrada pelo caso Araceli

No dia 18 de maio de 1973, uma menina capixaba de Vitória (ES) foi sequestrada, espancada, drogada e sofreu abusos sexuais. Seu corpo apareceu seis dias depois, desfigurado. Os agressores jamais foram punidos.

O movimento em defesa dos direitos de crianças e adolescentes conquistou a aprovação da Lei Federal 9.970/2000, que instituiu o 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Criança e Adolescente, com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira.

Fotos de Geraldo Gonçalves
Secom/PMVR

Pin It

Últimas Notícias