Volta Redonda: ampliação do Corredor Cultural Urbano prossegue no Viaduto Nossa Senhora das Graças

Volta Redonda: ampliação do Corredor Cultural Urbano prossegue no Viaduto Nossa Senhora das Graças

Graffiti na cobertura da passarela deve estar concluído até o final do mês; arquibancada de novo espaço de cultura está em conclusão

O Corredor Cultural Urbano está ganhando novas cores no Viaduto Nossa Senhora das Graças, em Volta Redonda. Escolhido por meio de edital de chamamento público, o artista Jader Mattos iniciou na última semana a pintura da cobertura da passarela. O graffiti idealizado por Jader terá como inspiração o pássaro Arigó, em homenagem aos trabalhadores do município.

Segundo o secretário municipal de Cultura, Anderson de Souza, a previsão era terminar a obra até a última segunda-feira (20), mas as chuvas dos últimos dias impediram a conclusão. Agora, a expectativa é de que o graffiti esteja pronto até o final do mês. O trabalho está sendo feito à noite, tanto para não atrapalhar o trânsito quanto para fugir do calor.

“Nossa previsão é que ele precise de pelo menos mais três dias de pintura”, informou Anderson.

Palco Cultural

Outro serviço que avançou é o Palco Cultural que está sendo construído na cabeceira do viaduto. Segundo a RM2 Construtora, empresa responsável pela obra, a arquibancada está praticamente concluída, e a previsão é que ainda nesta semana seja terminada a colocação do porcelanato.

Até o momento, a obra passou pela fase de escavação, concretagem e contrapiso dos patamares; espelhos e emboço dos degraus; demolição interna e externa do reboco, assim como chapisco e emboço externo e interno da edificação existente; e, agora, a colocação de porcelanato nos patamares e degraus. Segundo a empresa, a próxima etapa será a de finalização do emboço interno e estrutura metálica.

“Quando concluído, o Palco Cultural vai possibilitar a realocação de rodas de rima, roda de samba, baile charme, feiras de artesanato, jazz, blues, hip hop, dança e teatro, entre outros”, destaca Anderson.

O Corredor Cultural Urbano

A implementação do Corredor Cultural Urbano faz parte do Programa Cultural Urbano, da Secretaria Municipal de Cultura (SMC). Além do graffiti na cobertura e do futuro espaço cultural na cabeceira do viaduto, ele também engloba o painel em homenagem aos metalúrgicos, na fachada de um prédio próximo; e a galeria de arte urbana “Erastotenes Roberto Alves de Sousa”, localizada na passarela, com a mostra fotográfica “Nossa História passa por aqui”. Ela tem curadoria da arquiteta e artista plástica Juliene de Paula, e retrata, por meio de 47 painéis fixos, parte da história de Volta Redonda ao longo dos seus 69 anos de emancipação.

“Temos como objetivo promover a ocupação de espaços públicos através da arte. Acreditamos que a arte possa impactar as pessoas não apenas dentro de galerias e museus, mas também nos espaços físicos que normalmente não são utilizados para a difusão da arte, como muros, passarelas, pontos de ônibus etc.”, diz Anderson de Souza, acrescentando: “Esse é um programa de descentralização previsto no Plano Municipal de Cultura e que estamos colocando em prática desde 2021.”

O secretário de Cultura aproveitou para lembrar do Beco do Arigó, parceria com a Fundação CSN com arte urbana de diversos artistas da cidade e em nível nacional, e a pintura dos índios puris próximo à centenária chaminé no Aterrado, que, assim como a homenagem aos metalúrgicos, foi financiado através de editais da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro.

Foto de Cris Oliveira– Secom/PMVR 

Pin It

Últimas Notícias