PRINCIPAIS NOTICIAS
Secretaria de Saúde realiza Seminário Farmácia Viva de Volta Redonda

Secretaria de Saúde realiza Seminário Farmácia Viva de Volta Redonda

Evento apresentou ações do programa, que conta com cultivo de planta medicinal, envolvimento da agricultura local e a produção de medicamentos fitoterápicos para atender usuários da rede pública

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Volta Redonda realizou nesta quarta-feira (29) o Seminário Farmácia Viva de Volta Redonda. O objetivo foi apresentar ações desenvolvidas no programa, que conta com cultivo de planta medicinal, envolvimento da agricultura local e a produção de medicamentos fitoterápicos para atender usuários da rede pública. O evento, que aconteceu pela manhã no auditório do UGB (Centro Universitário Geraldo Di Biase), no bairro Aterrado, reuniu profissionais da rede pública de saúde do município e das secretarias de Ação Comunitária (Smac) e de Políticas para Mulheres e Direitos Humanos (SMDH).

“Através do Arranjo Produtivo Local em Plantas Medicinais, a implantação da Farmácia Viva tem como objetivo o desenvolvimento da Política Municipal de Práticas Integrativas e Complementares ao SUS (Sistema Único de Saúde). Esse seminário é uma oportunidade única para fortalecimento dessa política, que tem como objetivo garantir à população o acesso seguro e racional a medicamentos fitoterápicos por meio da estruturação da Farmácia Viva, de forma sustentável”, disse a secretária municipal de Saúde, Maria da Conceição de Souza Rocha.

Leia Também  Com foco em inclusão, Prefeitura de Volta Redonda oferece viagem para autistas

A secretária compôs a mesa de abertura do seminário junto de: Marciléa Dias de Sá. P. Lima, do Setor de Educação em Saúde da SMS; Geraldo Luiz Barbosa, presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS); Marina Esteves, da Subsecretaria de Indústria, Comércio e Serviços do Governo do Estado; e Joseane Costa, do projeto “ArticulaFito – Cadeias de Valor em Plantas Medicinais”, da Fiocruz/MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar).

Apresentação das ações

Após a composição da mesa de abertura e discursos iniciais, o evento contou com apresentações das ações desenvolvidas pelo projeto APL (Arranjo Produtivo Local)/Farmácia Viva, da SMS, que fica localizado na Fundação Beatriz Gama (FBG), no bairro Retiro, e atua com cultivo de planta medicinal, envolvimento da agricultura local e a produção de medicamentos fitoterápicos para atender usuários da rede pública de saúde em Volta Redonda.

Dentre os temas apresentados, a Secretaria de Saúde contou com dois temas: o “Status do Projeto Desenvolvimento de Arranjo Produtivo Local/Farmácia Viva de Volta Redonda”, apresentado pela coordenadora do projeto, Fabíola Martins; e “Padronização de Processos como ferramentas para implantação de Farmácias Vivas”, com Arthur Luiz Correa, que atua na Assistência Farmacêutica da SMS e conta com a colaboração técnica da UFF – Engenharia de Agronegócio, campus Volta Redonda.

Leia Também  SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE FECHA 2023 COM BALANÇO DE ATENDIMENTOS E CIRURGIAS

Também participaram representantes de instituições parceiras. Pelo Campus Pinheiral do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), Glaziele Campbell apresentou a “Colaboração em Ensino, Pesquisa, Inovação e Extensão: O Impacto da Farmácia Viva no IFRJ – Campus Pinheiral e Região”. Da UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), Neide Epifanio mostrou informações sobre o “Desenvolvimento da droga vegetal Capim Limão/Cymbopogon cytratus, desafios no controle de qualidade”.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (Sedeics/RJ) enviou a representante Christiane Rodrigues, que falou sobre o “Panorama das Farmácias Vivas no Rio de Janeiro”. E pelo Instituto Vital Brazil, de Niterói (RJ), Leide Ferreira falou sobre “A contribuição do Instituto Vital Brazil na implantação de projetos de Plantas Medicinais e Farmácias Vivas”.

Leia Também  Volta Redonda: Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência firma parceria com a CSN para recrutar PCDs

Farmácia Viva

A Farmácia Viva é um modelo de farmácia que inclui desde o cultivo da planta medicinal, e aí envolve a cadeia produtiva com a agricultura local até o produto final, que é o fitoterápico, medicamento produzido com plantas medicinais. O público-alvo é formado por usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) por meio da Atenção Primária da SMS. O laboratório de beneficiamento será na Fundação Beatriz Gama, e a dispensação nas farmácias das unidades de saúde.

O espaço onde funcionará o laboratório foi reformado, equipado e, em breve, será inaugurado. Com uma área total de 273m², a Farmácia Viva contará com sala para recebimento das plantas medicinais; salas de processamento do fitoterápico, de armazenamento/quarentena, de controle de qualidade, de preparação e de paramentação, além de área de dispensação. Terá ainda recepção, sala administrativa, vestiários, sanitários e dois depósitos de material de limpeza.

Foto de Geraldo Gonçalves – Secom/PMVR

Pin It

Últimas Notícias