PRINCIPAIS NOTICIAS
Prefeitura de Volta Redonda inicia segunda etapa de obra para evitar alagamentos em avenida principal do Retiro

Prefeitura de Volta Redonda inicia segunda etapa de obra para evitar alagamentos em avenida principal do Retiro

Secretaria de Infraestrutura vai construir mais 387 metros de galeria para escoar água da chuva. Trânsito terá alterações na região, incluindo desvio de itinerário de ônibus

 

A Prefeitura de Volta Redonda vai iniciar na próxima segunda-feira, dia 5, a segunda fase da construção do sistema de drenagem pluvial na Avenida General Euclides de Figueiredo, no bairro Retiro, que contará com a instalação de 387 metros de nova galeria. A obra será realizada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (SMI) e a secretária da pasta, Poliana Moreira, e o secretário municipal de Transporte e Mobilidade Urbana, Paulo Barenco, conversaram com moradores na manhã desta quinta-feira (1º) orientando sobre as intervenções, incluindo as alterações necessárias no trânsito para a realização da obra.

De acordo com a secretária de Infraestrutura, a primeira fase da obra envolveu a construção de 150 metros de sistema de drenagem; a segunda etapa, que contará com a instalação de galerias pré-moldadas de 2,80m por 1,80m, será realizada em dois trechos para minimizar o impacto no trânsito. O primeiro será de 27 metros, entre o número 324 da via até o cruzamento com a Avenida Ceará; após a conclusão dessa parte, será iniciado o segundo trecho, que terá 360 metros de galeria em direção ao Córrego dos Carvalhos.

Leia Também  Prefeitura de Volta Redonda tem programação alusiva ao “Janeiro Branco”

“O objetivo principal é acabar com os alagamentos na Avenida Antônio de Almeida, a principal do Retiro, que costuma ocorrer com fortes chuvas. Toda chuva, praticamente, tem esse alagamento ali próximo ao (Supermercado) Royal. Então vamos inverter, jogando a água para a nova galeria na Euclides Figueiredo, levando para o córrego, diminuindo o que cai totalmente na Antônio de Almeida”, explicou Poliana, citando que a previsão é de seis meses, podendo sofrer alteração por conta do mau tempo.

Morador há cerca de 40 anos na Avenida General Euclides de Figueiredo, Hélcio da Silva participou do encontro com os representantes do governo municipal e conta que já teve problemas com os alagamentos em dias de fortes chuvas.

Leia Também  Praça Brasil será palco de ação social no último fim de semana de agosto

“Quando o córrego sobe muito, a água acaba não sendo muito escoada. O pessoal da vizinhança atrás, do lado, muitos têm esse problema. E aqui em casa o quintal também enchia muito e não tinha pra onde ir, porque a água retornava. Atualmente não volta pro meu quintal, porque a gente tem uma válvula de retorno. A gente tem consciência que para melhorar a gente tem que passar por esse processo no momento, mas que futuramente vai melhorar”, explicou Hélcio.

Alteração no trânsito

Para que a obra ocorra, serão necessárias mudanças no trânsito da região que começarão a partir desta sexta-feira (2). De acordo com a STMU, os ônibus que passavam pela Euclides de Figueiredo serão desviados para a Avenida Retiro, que por sua vez terá o trecho de mão única alterado para mão-dupla.

Leia Também  NOVO MUTIRÃO DE COMBATE AO AEDES AEGYPTI É REALIZADO EM RESENDE NESTE FIM DE SEMANA

“O trecho inicial da obra na Euclides de Figueiredo será interditado e o itinerário de ônibus será desviado para a Avenida Retiro. Apenas moradores poderão acessar a Euclides Figueredo. Vamos iniciar nesta sexta-feira a instalação de nova sinalização, e a alteração do fluxo nas vias acontecerá no período noturno para evitar impacto maior no trânsito”, explicou o secretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Paulo Barenco.

Fotos de Cris Oliveira – Secom/PMVR.

Pin It

Últimas Notícias