Policlínica da Mulher de Volta Redonda recebe ação pelo ‘Agosto Dourado’

Policlínica da Mulher de Volta Redonda recebe ação pelo ‘Agosto Dourado’

No mês de incentivo à amamentação materna pelos benefícios aos recém-nascidos haverá visitas em diversas unidades da Atenção Primária em Saúde

 

A equipe do Banco de Leite Humano do Hospital São João Batista (HSJB), em Volta Redonda, esteve na Policlínica da Mulher, no bairro Aterrado, em mais uma ação pelo “Agosto Dourado”. O mês de agosto foi designado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) para simbolizar a luta pelo incentivo à amamentação – a cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno.

“As gestantes que aguardavam pela consulta participaram de roda de conversa na manhã dessa segunda-feira, 7, para tirar dúvidas sobre o aleitamento materno e mastite, inflamação da mama, mais comum em mulheres que estão no período pós-parto, na fase de amamentação do bebê”, contou o coordenador do Banco de Leite, o enfermeiro André Luiz Baptista Reis.

A programação do “Agosto Dourado” segue até o fim do mês. No próximo dia 14 tem roda de conversa “Café e Prosa” na Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) Vila Rica/Tiradentes; o mesmo tema será abordado no dia 15, na UBSF Padre Josimo, e dia 22, na unidade do Jardim Paraíba. No dia 24, o tema será “Amamentação: Base da Vida”, na UBSF Volta Grande. Nos dias 29 e 30, estão programadas visitas à maternidade e ao Banco de Leite do Hospital São João Batista, das gestantes das unidades do Volta Grande e Vila Rica/Tiradentes, respectivamente. Todas as ações estão marcadas para 14h.

Banco de Leite Humano

O Banco de Leite Humano do Hospital São João Batista funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, com enfermeiro e técnicos de enfermagem que dão orientações para as mães que chegam querendo esclarecimentos relacionados à ordenha, mastite e outras dúvidas.

A mães que têm interesse em doar passam por triagem médica e, se estiverem aptas, o Banco de Leito fornece os potes de vidro com tampa de plástico, orienta sobre a higienização da mama, ordenha, forma de armazenamento e congelamento. Uma vez por semana uma técnica de enfermagem do banco faz a coleta na casa das doadoras.

“O leite chega ao banco e é mantido cru no freezer para depois passar pelo processo de pasteurização. Em seguida, a qualidade do leite pasteurizado é testada para ser fornecido aos bebês da UTI Neonatal do HSJB”, explicou a gerente de enfermagem do HSJB, Glauciléia de Souza Arbach, acrescentando que o Banco de Leite Humano tem hoje 94 mães doadoras cadastradas.

Fotos de divulgação – Secom/PMVR.

Pin It

Últimas Notícias