PRINCIPAIS NOTICIAS
Investimentos em obras de contenção de encostas chegam a quase R$ 1 milhão em Volta Redonda

Investimentos em obras de contenção de encostas chegam a quase R$ 1 milhão em Volta Redonda

Serviços são realizados durante todo o ano, de acordo com a demanda, para prevenir transtornos durante o período de chuvas

 

A Prefeitura de Volta Redonda investe durante todo o ano em obras de contenção de encostas, com o objetivo de evitar transtornos durante o período de chuvas. O serviço, sob responsabilidade do Furban (Fundo Comunitário de Volta Redonda), já recebeu investimentos de R$ 944.053,77 nas obras já concluídas.

A primeira leva, que totalizou mais de R$ 600 mil, beneficiou moradores dos bairros Coqueiros, Jardim Europa, Mariana Torres, Retiro e Belo Horizonte. A essa lista se junta uma série de investimentos de quase R$ 340 mil no Santa Cruz, Vila Brasília, Retiro e Mariana Torres.

Esses esforços se juntam ao Programa Limpa Rio, do Governo do Estado, que começou a ser executado na última quarta-feira em Volta Redonda e que conta com uma escavadeira, uma mini escavadeira e quatro caminhões para fazer a limpeza de vários córregos do município, a fim de prevenir enchentes e alagamentos.

As obras

Um dos logradouros em que houve investimento na prevenção foi o final da Rua Gioto, no Retiro, onde foi realizada estabilização de encosta com concreto projetado e muro de bloco, investimento de R$ 81,5 mil concluído em maio após cerca de 75 dias de serviço. A Viela Teodolito de Almeida, na Servidão Batista, no Santa Cruz, também passou por intervenções. No local havia um talude que começou a sofrer com pequenos deslizamentos que atrapalhavam a passagem dos pedestres. Foi construído, então, um muro de contenção no espaço de 30 dias, a um custo de pouco mais de R$ 23,5 mil.

Já no bairro Vila Brasília, foram duas intervenções, ambas na Rua C1. Uma das intervenções foi a construção um muro de contenção grampeado nos fundos de um imóvel, pois o talude que havia no local corria o risco de deslizar. Os moradores solicitaram uma vistoria da Defesa Civil, que comunicou ao Furban a necessidade da realização da obra, concluída em maio, com duração de 60 dias e onde foram investidos cerca de R$ 35,2 mil.

A outra obra foi em uma servidão que liga a Rua C a outro ponto do bairro, em que houve desmoronamento. Foi construído, então, um de muro de contenção em solo grampeado para proteger uma casa do talude que existe no local. Pra complementar, foi feita uma proteção de talude com concreto projetado e um muro de solo cimento. Todo o serviço de reconstrução da servidão representou um investimento de quase R$ 79 mil, realizado em cerca de 60 dias.

O Mariana Torres foi outro bairro contemplado, onde foram investidos quase R$ 52 mil na Rua B, onde foi construído um muro de contenção em solo grampeado, solo cimento e proteção de talude em concreto projetado. A obra, com duração de 90 dias e concluída no mês passado, também teve recomposição de calçada e serviu para evitar o risco de deslizamentos em uma encosta de cerca de 20 metros de altura. Já a Rua Manchester, no Jardim Europa, teve um investimento de quase R$ 69 mil para a construção de um muro de contenção em solo grampeado na Rua Manchester, entre os números 947 e 987. Os serviços duraram, aproximadamente, cem dias, e foram realizados a pedido da Defesa Civil.

Mais melhorias

Além das obras de contenção de encostas, outros serviços de infraestrutura, visando à comodidade e segurança da população, também são executados. No bairro Belo Horizonte ganhou a construção de uma servidão ligando duas vias do bairro, a pedido dos moradores, onde foram empenhados quase R$ 27 mil. Também foi executado o reparo em uma servidão localizada na Rua Nestório, ao lado do nº 889, além de colocação de guarda-corpo. O serviço foi executado em cerca de 45 dias e representou um investimento de R$ 24,6 mil.

No Vila Rica/Três Poços, os moradores solicitaram e, após o Furban confirmar a necessidade, foi construída uma escada em concreto armado na Rua Érica Berbet, na altura do nº 234, onde antes havia uma estrutura em ferro que servia de ligação para outra via, oferecendo assim mais conforto e segurança à população. O investimento no local foi de quase R$ 58 mil.

Fotos de Cris Oliveira
Secom/PMVR

Pin It

Últimas Notícias