PRINCIPAIS NOTICIAS
Educação de Volta Redonda promove 1º Encontro Municipal de Alunos Surdos

Educação de Volta Redonda promove 1º Encontro Municipal de Alunos Surdos

Evento no Zoo-VR teve atividade recreativa e teatro para comemorar o ‘Setembro Surdo’

 

A manhã desta terça-feira (26) foi de diversão para um grupo de alunos surdos, com deficiência auditiva e Codas (Child Of Deaf Adults – Crianças Ouvintes Filhas de Pais Surdos) da Rede Municipal de Educação de Volta Redonda. Eles participaram do 1º Encontro Municipal de Alunos Surdos do município, que reuniu cerca de 70 pessoas, entre estudantes e familiares, no Zoológico Municipal (Zoo-VR), na Vila Santa Cecília, onde os jovens participaram de recreação e assistiram a uma peça teatral apresentada em Libras (Língua Brasileira de Sinais).

Ao chegarem ao Zoo-VR, todos aproveitaram para interagir durante um café da manhã, para depois participarem da dinâmica interativa “Caça ao Tesouro”. Os alunos foram divididos em três grupos e tinham que encontrar palavras-chave, que neste caso eram nomes de animais. Em seguida, iam para o recinto do animal escrito, onde os intérpretes de Libras possuíam envelopes contendo outras palavras. Os estudantes juntavam esses dizeres e formavam a frase “Quando eu aceito a língua de uma pessoa, eu aceito a pessoa”.

Após a brincadeira, foi a vez de todos aproveitarem a peça “Amor em Libras”, encenada pela Companhia Teatral Granada, realizada na “Arca de Noé do Saber” do zoológico. A peça foi criada especialmente para esse momento, e teve como propósito ressaltar a importância do desenvolvimento da autoestima, o respeito ao próximo e a diversidade da comunidade surda.

O ator e diretor da peça, Paulo Rangel, explicou que o espetáculo em Libras foi pioneiro. “A companhia tinha esse desejo de montar um trabalho em Libras. Tentamos de todas as formas, buscamos pessoas para nos orientar, nos ajudar, e esse convite veio no momento certo. Com um pouco de criatividade, bom senso, a gente acabou trazendo o espetáculo e percebendo que realmente atingiu o público de uma forma interativa, porque a gente via durante a apresentação as expressões das pessoas e a participação deles”.

Essa expressão de alegria estava estampada nos rostos das crianças, como a jovem Thainá Teixeira da Silva Lourenço, de 10 anos, aluna da Escola Municipal Bahia. “Gostei da Chapeuzinho Vermelho (teatro), de balançar (no parquinho), do pão de queijo (durante o lanche)”, disse.

O evento foi organizado pelo Departamento Pedagógico da Secretaria Municipal de Educação (SME), por meio da Seção de Educação Especial, e o objetivo foi comemorar o “Setembro Surdo”, que possui datas importantes para a Comunidade Surda, como o Dia Nacional do Surdo (26/09) e o Dia do Tradutor Intérprete (30/09).

“Eventos como esse são importantes, pois proporcionam maior interação e visibilidade para a comunidade surda do nosso município”, enfatizou Elisabeth Mello, coordenadora da Seção de Educação Especial da SME.

Fotos de divulgação.
Secom/PMVR

Pin It

Últimas Notícias